CONHEÇA
NOSSA
HISTÓRIA

BICENTENÁRIO DA EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DE SERGIPE
8 DE JULHO DE 1820

A Assembleia Legislativa de Sergipe convida a todos a participar das comemorações dos 200 anos de Emancipação Política de Sergipe, com uma programação de eventos que se estende por todo o ano e contempla as nossas lutas, a nossa formação e a nossa história.

O objetivo da Alese é promover uma grande reflexão, que promova o fortalecimento da nossa identidade e, ao mesmo tempo, celebrar esse marco importante na história do estado.

Sergipe – 8 de julho de 1820 – 200 anos de Independência.

PROGRAMAÇÃO

A Assembleia Legislativa de Sergipe, através da TV Alese, comemora o Bicentenário da Independência do Estado. Através do Programa Sergipe 200 pesquisadores e professores renomados vão relembrar a história do nosso Estado, que serão divididos em 8 temas para contemplar toda a trajetória.

É um Marco importante para que os sergipanos conheçam ainda mais a sua história.

O primeiro programa aborda a fase do período colonial (1590 – 1822) e contou com a presença on-line dos professores: Dr. Anderson Pereira dos Santos Dr. Luis Siqueira Msc. Wanderlei de Oliveira Menezes e participação do professor Dr. Jorge Carvalho

1º Bloco

2º Bloco

A Assembleia Legislativa de Sergipe e a TV Alese preparou um documentário que conta um pouco da história de Sergipe e o processo de independência política. Uma forma de relembrar aos sergipanos a construção da nossa identidade e, ao mesmo tempo, celebrar esse marco importante, que em 2020 completa 200 anos. 

 Confira o Documentário 

A Assembleia Legislativa de Sergipe em comemoração aos 200 anos da independência política de Sergipe comemora ao longo do ano o Bicentenário de diversas formas, entre elas, a palestra “O Império Português: centralidades e periferias – O caso de Sergipe Del Rey” com a professora de Portugal Maria de Deus Manso, que ocorreu no dia 17.02.2020, na Escola do Legislativo da Alese.

Confira o Vídeo

A palestra “Os Índios e a Colonização em Sergipe” com a participação do professor Dr. Pedro Abelardo, que ocorreu no dia 09.03.2020, na Escola do Legislativo da Alese.

Confira o Vídeo

No dia que comemoramos a independência política de Sergipe, o professor Dr. Jorge Carvalho explica em Sessão Especial da Alese sobre como se deu o processo entre a Bahia e Sergipe.   

Confira o vídeo

Diante da pandemia, a Assembleia Legislativa de Sergipe, adequou as comemorações do Bicentenário do Estado e transformou as palestras em evento virtual.

O Subsecretário da Mesa–Diretora da Alese, Igor Albuquerque, fez a abertura do evento que teve como tema: “AS LUTAS PELA INDEPÊNDÊNCIA DE SERGIPE” a professora Dra. Edna Matos Antônio – UFS, proferiu a palestra com a mediação da Profa. Dra. Valéria Maria, no dia 13.07.2020.

Confira o vídeo

Prof.Dr. Petrônio José Domingues A resistência negra à luz do Bicentenário da emancipação política de Sergipe

No dia 21 de Setembro , o Professor da UFS Antônio Lindvaldo Souza , ministrará o Webinar com o Tema: “Textos Pioneiros para compreender a formação de Sergipe”.

Garanta já sua inscrição!

COMO PARTICIPAR

CLIQUE AQUI E REALIZE SUA INSCRIÇÃO

HISTÓRIA

Em 8 de julho de 1820, uma Carta Régia, assinada pelo Rei de Portugal e do Brasil, D. João VI, separou, definitivamente, Sergipe da Bahia. Desde então, foi conferida à nova capitania, a capacidade de gerir seu território, administrar as próprias finanças, construir a sua história e decidir o destino do seu povo.

Para alguns historiadores, a independência de Sergipe foi o reconhecimento de D. João VI aos sergipanos que apoiaram a Corte Portuguesa na Revolução Pernambucana de 1817. Outros acreditam que a independência de Sergipe deve ser considerada parte do processo de independência do Brasil.

O território sergipano garantia 1/3 da renda da Bahia. Por isso, a independência de Sergipe contrariava os interesses econômicos da Província e de alguns comerciantes que tinham relação com a mesma. Assim, a independência não era desejo de todos. Com o retorno de D. João VI para Portugal, a carta régia foi contestada, assim como a indicação de Carlos César Burlamarqui como primeiro governador da província. Sem apoio, Burlamarqui chegou a tomar posse, mas foi deposto e preso, enquanto Sergipe voltava à condição de Comarca da Bahia.

CONTATO

Copyright © 2019 – Todos os Direitos Reservados.

Av. Ivo do Prado, s/n – Palácio Construtor
João Alves – Centro – CEP.: 49010-050